sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Conto: A vida • By Danielle Rodrigues




Era uma vez uma jovem chamada vida, por onde ela passava espalhava oportunidades. 

Mas ela não era muito aceita. Algumas pessoas a culpavam por tudo o que acontecia. Porém ela não se deixou vencer, nem desanimar. 

Ela percebeu que seu sorriso só deveria ser apreciado por aqueles que nela acreditavam, que com ela sonhavam, que a ela valorizavam. 

Então a vida fechou os olhos para não ver os que a ela insultavam e assim surgiu a escuridão no coração de alguns. A vida só brilha se você enxergá-la com a sua própria luz. 

Caso sinta que lhe falta a luz do sol, comece acendendo um fósforo.


By Danielle Rodrigues


• Compreensão ao final da página...































A vida não é abstrata, a vida é sentida em cada toque que damos, em cada piscada de olhos, em cada som que ouvimos, em cada sabor que provamos, a cada respirada que damos. A vida é tocável sim. Mas ela não vai deixar de seguir porque não somos capazes de acompanha-la. Ela não vai deixar de ser feliz porque não somos capazes de a enxergar em sua magnitude. Quando a vida parece que está sendo má com você, pare e pense, será que tu mesmo não está sendo mau contigo próprio? Estas a culpar a vida por tuas decisões erradas? Estas a reclamar sem nada fazer?

A luz própria vem de se conhecer e aprender a derivar prazer de si mesmo.