terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Livro: O gigante enterrado (Fantasia, Drama, Medieval, Mistério)


Gênero:
Fantasia, Drama, Medieval, Mistério.

O que achei:
No início achei a história e os personagens confusos. Teve momentos em que parei e me perguntei: — O que estou fazendo lendo isso?

Mas por algum motivo não consegui abandonar o livro, fui obrigada a continuar a leitura. Cada pequeno acontecimento me instigava a curiosidade, eu queria entender os mistérios que cercava a vida dos protagonistas, as dúvidas deles se tornaram minhas também. Valeu a pena continuar a leitura!

Rápida apresentação:

Um casal de velhinhos vivem em uma comunidade nas montanhas, não tem filhos nem outros parentes próximos, mas o amor um pelo outro é muito visível. O nome dos dois é Axl e Beatrice. Um belo dia algumas memórias vem a mente de Axl que começa a se questionar, "talvez tenhamos tido um filho". Nasce assim uma interrogação, são memórias ou delírios?

Aos poucos eles percebem que algo estranho acontece todos os dias em sua aldeia, as memorias são como que apagadas por uma neblina que sobe das águas e até mesmo coisas recentes começam a parecer distantes e sumir.

É quando esse casal simpático resolve sair em busca do filho ao qual nem se lembram do rosto. Com o passar da história são apresentados personagens que tem algo em comum e só no final da trama é possível entender todos os motivos do esquecimento, da vida anterior de Axl e do passado dos personagens secundários.

Achei surpreendente a forma de apresentar tanto a história quanto os personagens pelo escritor. Recomento a leitura deste livro.

No final achei que o autor quis usar os personagens para nos fazer questionar nossa linha mental sobre o certo e o errado, mostrar o como cada escolha pode soar diferente dependendo do ponto de vista de quem esta observando ou vivendo a situação. Para mim foi poético em muitas coisas.