terça-feira, 17 de abril de 2018

Poema: De conto em conto


Quer viver um romance, 

mas pula de conto em conto... 

Não passa de uma prosa. 

No fim sobram apenas versos soltos, 

talvez uma poesia curta 

ou quem sabe uma frase oculta.




By Danielle Rodrigues